Vereador Admilson Brum exige que o município de Barra de São Francisco pare de exigir dinheiro de pais de alunos

O vereador ADMILSON BRUM, de Barra de São Francisco Espírito Santo, em sua faze de comunicação na TRIBUNA LIVRE desta terça-feira(11 de março), exigiu que o município pare de ficar pedindo dinheiros a pais de alunos através de bilhetinhos. A revolta do vereador foi com um bilhete enviado pela direção da escola VICENTE AMARO solicitando quatro reais aos pais de alunos para que os mesmos pudessem dar uma volta no trenzinho da alegria.

Acontece que vários pais não tiveram condições de enviar o dinheiro solicitado através de “bilhete”, pois a maioria estão desempregados.

Uma mãe de um aluno da escola Vicente Amaro acionou nossa equipe de reportagem e informou que o pai deu dinheiro para a criança merendar e o coordenador pegou o dinheiro da criança que chegou revoltada em casa, gerando revolta nos pais que exigem uma providência.

“As crianças que os pais não tiveram como mandar o dinheiro vão ficar sem andar no trenzinho?, esse fato vai gerar revolta nas crianças e a escola está agindo com desigualdade e esperamos que isso não aconteça, pois se acontecer vai gerar revolta nos alunos e um setor público municipal não pode ficar exigindo dinheiro como está acontecendo nas escolas em Barra de São Francisco. Esperamos que tais atitudes cessem, pois se continuar vamos acionar o Ministério público, pois existe dinheiro tanto municipal como estadual para ser investido na educação do município e a maioria dos pais que matriculam seus filhos em escolas públicas não tem dinheiro para ficar enviando para escolas. Essas atitudes de pais receberem “bilhetinhos” pedindo dinheiro tem sido constante no município, além de algumas escolas fazerem rifas e exigir que os alunos vendam. O que vem acontecendo nas escolas é uma falta de respeito e esperamos que cesse de vez essa atrocidade com os pais que gastam com material escolar para darem conhecimento e estudos para seus filhos e não são obrigados a ficar dando doação de dinheiro para escolas”, disse o vereador Admilson Brum.