Uma semana após agressão, Jane Cherubim presta novo depoimento para a polícia

Ela contou todos os detalhes da agressão e agradeceu todo o apoio recebido durante o período em que ficou internada

Uma semana após o crime que quase tirou a vida de Jane Cherubim, de 36 anos, ela voltou à delegacia de Guaçuí, nesta segunda-feira (11), para prestar novos esclarecimentos. Jane foi agredida na segunda-feira de Carnaval e o principal suspeito é o namorado, Jonas Amaral, que continua foragido.

Segundo o advogado da vítima, Bruno Gaspar, não foi um depoimento com ordem judicial, mas sim um pedido da própria defesa para que ela acrescentasse detalhes do ocorrido. Neste novo depoimento, ela contou todos os detalhes. Jane e um dos irmãos agradeceram todo o apoio recebido neste período de recuperação.

Após prestar depoimento, Jane seguiu para o Serviço Médico Legal (SML) de Cachoeiro de Itapemirim, onde fez o exame de corpo de delito e, agora, aguarda uma nova data para ser ouvida.

Segundo a Polícia Civil, um alerta foi feito à superintendência da Polícia Federal  para impedir a saída do suspeito do país. O pedido de prisão de Juscelino Humberto do Amaral e Juscelino Humberto Amaral Filho, pai e irmão de Jonas, chegou a ser cogitado, mas a Polícia Civil informou que não pediu o mandato dos dois.

Jane e Jonas estavam em um bar quando foram embora discutindo. Segundo a família da vítima, ela foi espancada e largada às margens de uma rodovia, na altura de uma comunidade conhecida como Forquilha do Rio, que fica entre Dores do Rio Preto e o município de Espera Feliz, em Minas Gerais.

A moça foi localizada por dois irmãos dela. Eles contaram que quando encontraram a irmã, pensaram que ela estava morta. Jane foi socorrida e levada para um hospital de Carangola, em Minas Gerais. Ela deixou o hospital na tarde de domingo (10), acompanhada de familiares. O caso segue sob investigação da Delegacia Regional de Alegre.

FONTE: FOLHA VITÓRIA