Troca de tiros e sequestro frustrado pela PM do ES e Minas Gerais

A parceria de trabalho entre militares do Espírito Santo e Minas Gerais, evitaram o que poderia ter sido pior em um sequestro de uma adolescente de 17 anos que iniciou em São Geraldo de Mantenópolis e terminou em mantena Minas Gerais.

Durante a manhã desta quarta-feira, 9 de janeiro de 2019, a polícia militar de Mantenópolis recebeu uma informação de que quatro indivíduos de Mantena/MG estariam na região a fim de sequestrar uma adolescente de 17 anos de idade.

Após diligências, os militares localizaram quatro indivíduos dentro de um bar no distrito de São Geraldo, que possuíam as mesmas características informadas.

Contudo, antes que a abordagem fosse realizada, dois indivíduos em uma motocicleta Honda Biz, ao avistarem uma viatura policial, efetuaram três disparos de arma de fogo contra a guarnição e fugiram.

Um acompanhamento foi realizado pelos militares, e os acusados adentraram em um denso matagal. O local foi cercado por outros policiais que estavam em apoio, e apesar do número de militares e de transeuntes no local, os infratores efetuaram mais dois disparos contra os policiais.

De acordo com a polícia, o homem que conduzia a motocicleta é ex-namorado da vítima. Ele foi encontrado e detido e a arma utilizada por eles, um revólver calibre .38, com três munições intactas, foi apreendido.

O outro homem que estava na moto conseguiu fugir e apesar das intensas buscas realizadas no distrito e regiões adjacentes, não foi encontrado.

Novas informações deram conta de que a adolescente sequestrada estava na cidade de Mantena/MG, na residência de um dos supostos sequestradores.

Prontamente, a equipe de policiais capixabas juntamente com policias de Minas Gerais realizaram uma operação a fim de localizar os agressores e socorrer a vítima.

A residência onde a adolescente estava sendo mantida em cárcere privado foi localizada e os militares rapidamente a socorreram. Ela apresentava lesões pelo corpo causadas pelos sequestradores. Dois sequestradores foram localizados e detidos após tentarem fugir do local. Tiago Alves Garcia, 29 anos, ex-namorado da vítima e Cesar Gomes Ribeiro, 40 anos.

Já os outros envolvidos não foram localizados, mas identificados. Segundo a vítima, ela e um dos acusados já tiveram um relacionamento amoroso, mas não sabe o motivo que o levou a agredi-la e a ameaçá-la de morte.

As armas utilizadas nas agressões não foram localizadas. Segundo a polícia, os agressores são amplamente conhecidos por estarem envolvidos em outros crimes, inclusive, por tráfico de drogas.

Com informações do sitebarra