Suspeita de irregularidades em Barra de SA?o Francisco

O prefeito Alencar Marim (PT) foi denunciado por suspeita de irregularidades em processo licitatA?rio. A denA?ncia, assinada por sete vereadores do municA�pio, foi encaminhada ao Tribunal de Contas do EspA�rito Santo e ao MinistA�rio PA?blico. Assinam a denA?ncia os vereadores Admilson Ribeiro, Emerson Lima, Huander Cleidy, Juvenal Calixto, Paulo Roberto dos Reis, Wilson Pinto e Zirene Surdini.

Na representaA�A?o os vereadores argumentam que existem indA�cios de irregularidades no processo referente ao PregA?o Presencial no 026/2017, cujo objetivo foi a contrataA�A?o de empresa paraA�a�?prestaA�A?o de serviA�os de portaria, limpeza e conservaA�A?o visando atender diversos setores da prefeitura Municipal de Barra de SA?o Francisco, bem como para preparo e distribuiA�A?o de alimentaA�A?o escolar para atender A�s unidades de ensino da Secretaria Municipal de EducaA�A?oa�?.

O que chama a atenA�A?o A� o fato da empresa vencedora da licitaA�A?o, RT Empreendimentos e ServiA�os, jA? ser investigada por suspeitas de irregularidades em processos licitatA?rios em outros municA�pios capixabas.

O que motivou a denA?ncia feita pelos vereadores foi a falta de transparA?ncia no processo. O prefeito perdeu o apoio de parte da sua base de sustentaA�A?o e se as irregularidades forem encontradas jA? existe um nA?mero suficiente de vereadores para se abrir um CPI. O motivo alegado por alguns vereadores A� que o prefeito estA? ficando isolado por conta do seu temperamento difA�cil e de pouco diA?logo.

Alencar teve uma votaA�A?o histA?ria e mesmo assim nA?o estA? administrando municA�pio da forma como a populaA�A?o merece e nA?o estA? cumprindo nada do seu plano de governo de campanha polA�tica.

Entenda o caso

O proprietA?rio da empresa RT Empreendimentos e ServiA�os foi preso durante a segunda fase da OperaA�A?o Varredura. Acusado pelo MinistA�rio PA?blico Estadual de fazer parte de um grupo de empresA?rios suspeitos de golpes em contratos emergenciais. No processo que responde em liberdade estA? sendo apurada a prA?tica de crimes de corrupA�A?o ativa e passiva, peculato, formaA�A?o de quadrilha, fraude A� licitaA�A?o, trA?fico de influA?ncia, dentre outros. O dono da empresa que presta serviA�o em Barra de SA?o Francisco tambA�m A� suspeito, segundo o MPES, de prA?tica de crimes contra a Prefeitura de SA?o Matheus e Porto Belo.

O prefeito de ItaguaA�u, municA�pio que tambA�m possui contrato com a empresa investigada, pediu a assessoria tA�cnica da prefeitura revisA?o no contrato depois que irregularidades foram divulgadas pela imprensa.

Os vereadores de Barra de SA?o Francisco pedem que o processo licitatA?rio no municA�pio, vencido pela empresa envolvida na denA?ncia, seja investigado e se possA�veis irregularidades forem encontradas, os possA�veis envolvidos sejam investigados. Mesmo com as denA?ncias envolvendo o dono da empresa, o prefeito de Barra de SA?o Francisco nA?o atendeu ao pedido dos vereadores para suspender o contrato atA� que as dA?vidas sejam sanadas.

Fonte:Realidade Capixaba

COMPARTILHAR