Sul do Estado: rocha que caiu e interditou a ES 166 será detonada com uso de explosivos

Segundo o DER-ES, ainda não há um prazo para que o trabalho no local seja finalizado; motoristas devem buscar rotas alternativas

O Departamento de Edificações e de Rodovias do Espírito Santo (DER-ES) informou que vai precisar detonar a rocha que deslizou, na terça-feira (3), e caiu sobre a rodovia ES 166, na altura de Castelo.

Após o acidente, a pista precisou ser totalmente interditada, nesta quarta-feira (4), no km 30, para que o serviço de retirada do material pudesse ser iniciado.

O trecho é uma importante ligação entre as cidades de  Venda Nova do Imigrante, Alegre, Cachoeiro de Itapemirim e Castelo, no Sul do Estado. O DER orienta os motoristas a utilizarem vias alternativas, como as rodovias estaduais 181 e 164 e as BRS 482 e 262.

Segundo o diretor do DER, Luiz César Maretto, a interdição total da pista é importante porque estão sendo usados explosivos para detonar os pedaços da rocha que caíram sobre a rodovia. Mas ele garantiu que o tráfego em meia pista vai ser restabelecido o mais breve possível  e que o trabalho vai continuar até a liberação total da rodovia. No entanto, não deu um prazo para que isso aconteça.

Em Alegre, uma ponte na zona rural , entre os distritos de São João e Araraí, foi destruída pela chuva. O DER planeja reconstruir a ponte a partir da semana que vem. Um vídeo divulgado pelo governo mostra o estrago causado pela enxurrada no local.

No município de Alfredo Chaves, a Defesa Civil identificou 20 pontos de queda de barreiras e pedras, na ES 146, entre o distrito de Matilde e a BR 262. Nesta quarta-feira (4), o trabalho de limpeza e retirada de árvores da pista aconteceu durante todo o dia.

Também há interdição na ES 165 em Monte Vênus – Castelo – Muniz Freire. O trecho, a 1 km da Igreja Católica, sentido Castelo, está com passagem liberada apenas para veículos de até 12 toneladas.

Na ES 379, no entroncamento com a ES 484, em Muniz Freire, a rodovia foi rompida e está interditada no trecho.

No km 107,4, na ponte de acesso ao bairro de Aracuí, em Castelo, entre o acesso a Cava Roxa e Uniaves, também tem interdição.

A rodovia ES 146 / BR 262 em Alfredo Chaves está obstruída.

Já nas rodovias federais, a PRF disse que, até o momento, não há pontos de interdição por conta de alagamentos ou queda de barreiras.

Fonte: Folha Vitória