Suárez diz que Neymar fez “tudo para voltar” ao Barcelona, e dirigente faz alerta ao brasileiro

Ex-técnico do PSG e coordenador das divisões de base do clube, Luis Fernández afirma: “Quando existe um jogador que não quer jogar para você, para a sua torcida, é um problema”

A frustrada tentativa de Neymar em deixar o PSG e retornar ao Barcelona segue dando o que falar. Em entrevista à Fox Sports da Argentina, o atacante Luis Suárez falou sobre como foram as conversas no grupo de whatsapp que mantém com o brasileiro e Lionel Messi desde os tempos que os três atuavam juntos no clube catalão.

– Conversávamos lá de vez em quando, mas ultimamente não havia muito papo. (Mas) ele voltou a falar porque agora está mais calmo. Foi outro momento difícil, porque ele viveu algo complicado, por isso respeitamos seu espaço e tempo. A decisão (dele) era tentar fazer tudo para voltar – afirmou Suárez, salientando que ele e Messi tentaram mostrar que era melhor Neymar permanecer no Barcelona em 2017 e não ir para o PSG, mas que o brasileiro, à época, “decidiu o que era melhor para ele”.

“Se fosse o Antero…”

Já Luis Fernández, ex-jogador do PSG e atual coordenador das divisões do clube, disse que o futuro de Neymar hoje seria diferente se Antero Henrique ainda fosse diretor de futebol do clube. Ele deixou o clube há alguns meses para a chegada de Leonardo.

– O empresário de Dembélé tinha melhor ligação com o antigo diretor, Antero Henrique. Se ele tivesse continuado como diretor, Neymar estaria hoje no Barcelona. Estou certo de que teria convencido Dembélé a entrar no negócio – afirmou Fernández em entrevista à rádio espanhola “Cadena Ser”.

Segundo Fernández, que foi técnico do PSG quando Ronaldinho Gaúcho atuou no clube no começo dos anos 2000 (tendo, inclusive, alguns imbróglios com o craque brasileiro), Neymar agora tem que se acertar com a torcida do PSG.

– Quando existe um jogador que não quer jogar para você, para a sua torcida, é um problema. Neymar vai ter que resolver este problema com os torcedores.

Fonte: Ge