Sistema de Ecobalsas deve começar a operar no ES em abril. Saiba o valor e os locais de embarque!

Os turistas poderão adquirir os bilhetes via aplicativo e nos locais de embarque

O sistema de ecobalsas já deve começar a operar no Espírito Santo nos próximos meses. Na segunda-feira (11) a Prefeitura Municipal de Vila Velha (PMVV) assinou o termo de comodato que autoriza a implementação da novidade e a expectativa é que elas já estejam em circulação em abril para atender aos devotos da Festa da Penha.

Os pontos de embarque e desembarque funcionarão na Praça do Papa e na Prainha de Vila Velha. Os turistas poderão adquirir os bilhetes via aplicativo e nos locais de embarque.

Segundo o diretor da Ecobalsas, Aníbal Farias Abreu disse que, inicialmente, serão 16 viagens por dia, oito em cada sentido e deu detalhes sobre quanto vai custar para cada passageiro.

“O preço do embarque será R$ 5. As partidas ocorrerão às 6h30, 7h, 7h30 e 8h. À tarde, serão viagens às 17h30, 18h, 18h30 e 19h”, contou.

Para o prefeito de Vila Velha, Max Filho, a implantação do transporte aquaviário turístico é parte do planejamento da prefeitura para dinamizar o potencial da cidade.

“Estamos consolidando a estratégia da nossa administração em tornar mais acessível ao Sítio Histórico da Prainha, como o Convento da Penha e a Igreja do Rosário, integrando, pelo turismo e pelo transporte aquaviário as duas cidades irmãs, Vitória e Vila Velha”.

Para estar totalmente liberado para operar, a empresa responsável pelas balsas, precisa obter a autorização da Capitania dos Portos e da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq).

Detalhes da embarcação e os serviços

Cada embarcação do tipo trimarã mede 14 metros por 5,5 metros e tem capacidade para 82 passageiros, sendo oito assentos preparados para pessoas com deficiência ou com necessidades especiais de mobilidade.

Segundo a empresa, ciclistas poderão embarcar até 32 bicicletas. As embarcações ainda contarão com espaço pet que vai abrigar pequenos animais de até 40 centímetros, desde que sejam transportados pelos proprietários de acordo com a legislação.

FONTE: FOLHA VITÓRIA