Risco de enxurradas e deslizamentos de terra no ES

As chuvas previstas para esta quarta-feira (28) em todo o Espírito Santo podem ocasionar quedas de barreiras, deslizamentos e enxurradas segundo o Centro Nacional de Monitoramento de Desastres Naturais (Cemaden).

O alerta é mais forte para as regiões Sul, Centro-Serrana e Metropolitana. Nesses locais o risco de ocorrer inundações e enxurradas é considerado de nível três, em uma escala que vai até quatro.

Choveu muito durante a madrugada desta quarta-feira (29) na região Sul do Estado. Em Rio novo do Sul, uma barreira caiu e interditou um trecho da BR 101, no Km 386. As informações são da Polícia Rodoviária Federal. Apenas parte da pista no sentido Sul está ficou liberada durante o início da manhã, mas a via foi liberada por volta das 7 horas.

No município choveu 117 milímetros até as 21 horas desta terça-feira (28), segundo a Defesa Civil. Um muro desabou no centro da cidade, mas não houve feridos.

Em Castelo, o rio que atravessa a cidade subiu 2,3 metros segundo a Defesa Civil municipal. O nível da água ainda não alaga as ruas do centro da cidade, mas deixa moradores em alerta. Segundo o órgão, não há registro ainda de transtornos maiores.

Já em Conceição do Castelo, a quantidade de chuva que caiu durante a noite também foi grande e o nível do Rio Conceição do Castelo está subindo. Nenhuma ocorrência foi registrada pela Defesa Civil até o momento no município.

O grande volume de chuva na tarde desta terça-feira (28), na rua Volpato, em Rio Novo do Sul, na região Sul do Espírito Santo, deixou moradores assustados. O rio, que corta o município, encheu rapidamente e a velocidade da vazão preocupa.  Apesar disso, segundo a Defesa Civil, não houve ocorrências de alagamentos de casas na cidade.

A chuva forte começou por volta das 15h30. Segundo o coordenador da Defesa Civil, Paulo Cezar da Silva Volpado, não houve alagamentos no Centro da cidade e outras áreas estão sendo visitadas.

“A princípio, o rio realmente aumentou um pouco o volume. Estamos fazendo monitoramento, visitando comunidades mais vulneráveis, como São Domingos e São Francisco. Neste momento (17 horas)  ainda chove. O rio tem vazão rápida e logo deve baixar o nível”, concluiu.

Devido a forte chuva, uma árvore caiu e quase atingiu dois veículos que estavam estacionados na região. Para a segurança dos moradores, a energia elétrica foi desligada. Uma equipe da EDP Escelsa esteve no local. O trânsito está totalmente interditado.

ES EM ESTADO DE OBSERVAÇÃO

Chuva forte deve chegar ao Estado
Chuva forte deve chegar ao Estado
Foto: Reprodução / Climatempo

O Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) colocou em estado de observação todo o território do Espírito Santo por conta do risco de chuvas fortes previstas para os próximos dias. Os temporais devem ocorrer com mais intensidade entre a noite de quinta-feira (30) e a noite de sexta-feira (01).

O órgão recomenda que os capixabas façam o acompanhamento mais frequente da previsão, uma vez que as condições meteorológicas podem mudar no decorrer dos dias.

Em caso de situação de perigo, o Incaper recomenda entrar em contato com os órgãos de Defesa Civil, para que os mesmos tomem as medidas adequadas, visando minimizar os impactos causados por essas condições meteorológicas adversas.

Mapa mostra locais mais atingidos pelo alerta do Incaper
Mapa mostra locais mais atingidos pelo alerta do Incaper
Foto: Divulgação / Incaper

ALERTA

Nesta segunda-feira (27) o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) já havia emitido um alerta de chuvas fortes, vendaval e granizo válido a partir desta terça-feira (28) com duração de 72 horas.

Os locais em atenção no Espírito Santo incluem as regiões Sul, Caparaó, Serrana e Grande Vitória. Segundo o instituto, nos locais podem ocorrer pancadas de chuva, que localmente serão de forte intensidade, acompanhadas de descargas elétricas, rajadas de vento e ocasional queda de granizo.

Segundo o Instituto Climatempo, está previsto um grande acumulado de chuva para o Espírito Santo durante a semana com mais de 100 mm.

COMPARTILHAR