Por gordura na liderança até Data Fifa, Flamengo tem testes de fogo contra times do G-6 no Maracanã

Melhor mandante do Brasileirão, Rubro-Negro encara Inter e São Paulo antes de perder Gabigol, Rodrigo Caio, Arrascaeta e Berrío, e põe elenco à prova às vésperas da semifinal da Libertadores

As convocações de Gabigol e Rodrigo Caio para a Seleção Brasileira, junto com as de Arrascaeta no Uruguai e Berrío (pré-lista) na Colômbia, caíram como uma bomba no Flamengo. Tanto que, ciente do prejuízo para defender a liderança do Campeonato Brasileiro, o clube decidiu peitar a CBF para não ceder Reinier para o Mundial Sub-17 e ter o garoto como opção nas rodadas em que estiver desfalcado.

No profissional , o clube é obrigado a liberar os jogadores por se tratar de Data Fifa. Com isso, o quarteto estará fora dos jogos contra Atlético-MG e Athletico-PR nos dias 10 e 13 de outubro. Até lá, porém, o Flamengo ainda terá mais três jogos para tentar aumentar sua gordura na liderança do Brasileiro. Atualmente a vantagem sobre o Palmeiras, segundo colocado, é de apenas três pontos.

Juntos, quarteto convocado formado por Gabigol, Arrascaeta, Rodrigo Caio e Berrío soma 48 gols e 18 assistências em 2019.

Para isso, o time de Jorge Jesus terá na sequência uma “rodada dupla” no Maracanã, onde foi empurrado pela torcida e venceu todos os seus jogos até aqui no Campeonato Brasileiro. Mas agora vai encarar dois testes de fogo contra times do G-6: o Inter, quarto colocado, nesta quarta às 21h30 (de Brasília); e o São Paulo, sexto lugar, às 19h do próximo sábado. Os rubro-negros já compraram cerca de 50 mil ingressos para cada uma das duas partidas.

Depois, no último jogo antes da data Fifa, o Flamengo vai até a Arena Condá visitar a Chapecoense, atual lanterna do campeonato. Nas mesmas três rodadas, o vice-líder Palmeiras enfrenta CSA e Atlético-MG em casa e vai a Porto Alegre encarar o Inter; enquanto o Santos, terceiro colocado, visita Fluminense e Vasco no Rio de Janeiro e recebe o CSA na Vila Belmiro.

Melhor mandante do Brasileirão, o Flamengo só não jogou no Maracanã com o mando de campo uma vez, na vitória sobre o Fortaleza por 2 a 0 no Estádio Nilton Santos. Contando toda a temporada, o desempenho rubro-negro em casa este ano é de 79,3%: em 29 partidas, foram 21 triunfos, seis empates e só duas derrotas, com 64 gols marcados e apenas 22 sofridos.

Elenco à prova antes da Libertadores

Para dificultar ainda mais a tarefa, o Flamengo está na semana de véspera de começar a decidir contra o Grêmio uma vaga na final da Libertadores: o primeiro jogo já é na quarta-feira que vem, às 21h30 (de Brasília), na Arena do Grêmio. Como Jesus não é de poupar o time todo de uma vez, a tendência é que o técnico português faça um revezamento nas duas partidas antes da semifinal.

A ideia é preservar quem estiver mais desgastado, e é aí que o Flamengo vai ter que provar a força de seu elenco. Na última segunda-feira, por exemplo, Gerson sequer foi a campo durante o treino, ficou fazendo um trabalho regenerativo na academia e é um dos que podem ser poupados. Mais velhos entre os jogadores de linha, Filipe Luís e Rafinha também dificilmente jogarão os dois jogos.

Desde que estreou na vitória por 3 a 2 sobre o Botafogo, Pablo Marí disputou todas as últimas 12 partidas e é outro que talvez precise ser preservado diante da sequência. Além disso, Everton Ribeiro se recupera de um problema no calcanhar do pé direito e ainda não tem retorno garantido contra o Inter. Os departamentos médico e fisiológico serão determinantes nas escalações.

Fonte: Ge