PM apreende drogas,revólver e réplica de um fuzil em Vila Valério

Uma mulher foi detida e encaminhada ao DPJ suspeita de envolvimento com tráfico de drogas. A droga foi encontrada no quintal da casa da suspeita que é amasia de um dos indivíduos que conseguir fugir durante o cerco policial, disse o Tenente-coronel Aleixo.

A Polícia Militar apreendeu na noite desta sexta-feira (8) em Vila Valério durante uma operação policial, 65 pedras de crack, 30 papelotes de cocaína, 3 pedaços de maconha, um revólver calibre .22, uma motocicleta e uma réplica de fuzil. Durante a ação policial uma mulher de 29 anos, suspeita de envolvimento com o tráfico de drogas, foi detida e encaminhado ao plantão policial.

A operação foi deflagrada pelos Militares da Força Tática e dos Policiais do Destacamento Policial Militar (DPM) daquela cidade, após uma incursão realizada num beco localizado no Bairro Nossa Senhora da Penha, onde havia dois indivíduos suspeitos de envolvimento com o tráfico de drogas.

De acordo com o Comandante do 2º BPM, Tenente-coronel Sebastião Aleixo Batista, os suspeitos ao perceberem que estavam sendo observados pelos Militares, abandonaram uma motocicleta e empreenderam fuga a pé, saltando por muros de residências, não sendo mais localizados. Durante a fuga os dois chegaram a atirar contra a equipe policial, que reagiu prontamente a injusta agressão, disse o Comandante.

Como não foi possível localizar os criminosos, os Militares retornaram ao beco onde os eles haviam pulado o muro que dá acesso a uma residência e encontraram uma sacola azul contendo 65 pedras de crack e 3 pedaços de maconha. Na casa os Policiais identificaram a mulher EFS, 29 anos, amásia do indivíduo AHS que havia fugido do cerco policial.

No local os Policiais fizeram uma varredura e encontraram dentro de um sapato mais 30 papelotes de cocaína. Dando continuidade as buscas, foi encontrado numa gaveta do guarda-roupa, o revólver calibre 22. Já o fuzil foi encontrado por ultimo em um dos cômodos da residência.

Segundo o Capitão Renzo Caser, Comandante da 3ª Companhia/2º Batalhão, os suspeitos já foram identificados e poderão ser presos a qualquer momento.

COMPARTILHAR