Membro de grupo armado é preso por policiais civis e militares no sul do Estado

Uma operação do Departamento Especializado de Investigações Criminais (Deic) de Cachoeiro de Itapemirim e do Departamento Especializado de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) prendeu, nesta quarta-feira (06), J.M.S., de 26 anos, suspeito de integrar um grupo armado que realizava roubos no município de Cachoeiro de Itapemirim.

O suspeito foi preso por mandado de prisão preventiva, quando iniciaria uma prova de trânsito, no bairro Aeroporto. Durante a prisão, policiais civis contaram com o apoio de policiais militares que estavam no local. O titular da Deic de Cachoeiro de Itapemirim, delegado José Augusto Militão, afirmou que o grupo armado utilizava capacetes de motociclista durante as ações e que chegavam até o local do crime também de moto.

J.M.S. estava sendo investigado pelo roubo ocorrido em uma farmácia do Centro da Cidade, no último dia 29 de maio. “Na ocasião, o detido e o comparsa armados abordaram os funcionários que estavam fechando o estabelecimento. Foram levados R$ 6.000,00, uma aliança de ouro, dois aparelhos celulares e um relógio”, informou José Militão.

O detido já havia sido preso por posse ilegal de arma de fogo, em 2012, e por roubo, em 2014. Segundo o delegado, no dia 02 de outubro, policiais civis cumpriram um mandado de busca e apreensão na casa do detido, no bairro Zumbi, mas os pertences não foram encontrados. O segundo suspeito, T.A.F., foi morto durante um confronto com a PMES, no dia 16 de julho.

“Os dois suspeitos agiam com um grupo armado do bairro Zumbi, que realizava roubos no município. Além do crime em questão, o detido está sendo investigado por outros crimes. Solicitamos a população, que tenha informações a respeito de outros crimes efetivados pelo grupo, que entre em contato com a PCES através do Disque-Denúncia 181, ou através do nosso site”, disse o delegado responsável pela operação.

O site do Disque-Denúncia é o https://disquedenuncia181.es.gov.br/. Em ambas as formas de contato o anonimato é garantido.

J.M.S. responde por crime de roubo e está sendo investigado por outros roubos. Ele foi encaminhado ao Centro de Detenção Provisória (CDP) de Cachoeiro de Itapemirim.

Fonte: Polícia Civil