Homem é preso em flagrante após pisotear enteado de 2 anos

Um homem, de 34 anos, foi preso pela segunda vez, em um mês, pelo mesmo crime.

Emerson de Moura da Silva já havia pisoteado o enteado de 2 anos, no começo de junho e cometeu o mesmo crime na última segunda-feira (1°).

No dia seguinte (02), ele foi preso junto com a mãe do bebê, Jaqueline Pereira dos Santos, de 23 anos. De acordo com a Polícia Civil, ela acobertava as agressões, mas, na quarta-feira (03), uma decisão judicial a colocou em liberdade. O caso ocorreu em Dourados, no Mato Grosso do Sul, a 230 km da capital, Campo Grande.

O delegado responsável pelo caso autuou o casal em flagrante, após a delegacia ser informada que a criança havia dado entrada no hospital com fraturas na bacia e no fêmur, às 23h, da última segunda (1°). Jaqueline contou aos policiais que o Emerson não aceita o fato de ela ter uma tatuagem com o nome do pai do bebê e que, por isso, ele não gosta da criança.

Ainda em depoimento aos policiais, a mãe do bebê disse ter tido uma discussão com Emerson pouco antes dele começar a agredir a criança. De acordo com ela, durante o almoço, na segunda-feira (1°), ela estaria na cozinha quando ouviu a criança chorando na sala, onde o marido também estava. Emerson negou ter pisoteado o menino e disse à mulher que estava apenas praticando exercícios nas perinhas do bebê.

Criança já havia sido pisoteada pelo padrasto 

Segundo a Polícia Civil, no começo do mês de junho, a criança havia sido submetida a uma cirurgia no Hospital da Vida de Dourados após um corte de quase 5 centímetros no pênis. O boletim de ocorrência só foi registrado, por Jaqueline, quatro dias depois, afirmando que os ferimentos foram causados por Emerson. O homem não negou o fato, mas afirmou que foi acidental. Ele disse que estava indo pegar uma camisa no quarto e acabou pisando na criança sem intenção.

As informações são do jornal Extra

FONTE: TRIBUNA ONLINE