Fluminense não segura pressão e cede empate no final

Por pouco, o Fluminense não conseguiu mais uma vitória fora de casa no Brasileirão. Com gol de Wellington no início, o time vencia o jogo até os 40 minutos do segundo tempo, quando João Paulo acertou belo chute e empatou a partida.

Com o resultado, o Tricolor carioca segue fora do G4; e o baiano pode terminar a rodada na zona de rebaixamento.

O JOGO 
Sem poder contar com Wendel, lesionado, e Léo, prestes a fechar transferência ao futebol italiano, Abel entrou com um time pouco experiente na Fonte Nova. Além da entrada de Mascarenhas em seu terceiro jogo profissional, o volante Marlon Freitas fez sua estreia pelo Fluminense. E os garotos sentiram o peso de um jogo difícil do Brasileirão.

Desde os primeiros minutos, o Bahia pressionou os visitantes. Porém, em um lance de esperteza, Lucas roubou bola pela direita e cruzou rasteiro para Dourado. O artilheiro do Brasileirão tirou o goleiro de letra e Wellington, voltando ao time titular após quase dois meses, empurrou para o fundo das redes. Com a vantagem mínima no placar, o time de Abel se fechou. Em grande passe de Mascarenhas no meio, Calazans teve a chance de ampliar mas chutou nas redes do lado de fora. O restante do primeiro tempo só deu Bahia, que finalizou, pressionou, mas não conseguiu furar a defesa e o goleiro Júlio César, seguro durante os 45 minutos.

Na segunda etapa, Jorginho mudou o esquema. Tirou Vinícius, ex-Flu, e pôs o centroavante Rodrigão para ter uma referência no ataque. O Tricolor baiano seguiu com dificuldades para criar jogadas e abusou das bolas aéreas. Dourado e Wellington, que voltaram ao time mesmo com dores no púbis, saíram cansa-
dos para as entradas de Marcos Junior e Pedro. Abel ainda tirou Calazans para dar sangue novo ao time com a entrada de Maranhão.

A postura recuada funcionou até os 40 minutos do segundo tempo. Depois de
tanta insistência, o Bahia achou um gol de fora da área: João Paulo, que tinha acabado de entrar, acertou chute forte de perna esquerda da entrada da área. Sem chances.Até os 49 minutos só restou ao Fluminense segurar o resultado.

Agora, para se recuperar na tabela, o time das Laranjeiras encara o clássico contra o Botafogo, sem a presença de Dourado, suspenso. Que os garotos aprendam a lição para voltar a vencer no campeonato.

FICHA TÉCNICA
BAHIA 1 X 1 FLUMINENSE 

Data Horário : 09/7/2017, às 16h00
Estádio : Fonte Nova, em Salvador (BA)
Árbitro : Flavio Rodrigues de Souza (SP)
Auxiliares : Daniel Paulo Ziolli (SP) e Daniel Luis Marques (SP)
Renda Público : Não divulgado

Cartão amarelo : Armero, Lucas Fonseca e Matheus Sales (BAH); Henrique Dourado, Marcos Junior (FLU)
Cartão vermelho : Não houve.

GOLS : Wellington (12’/1ºT – 0-1); João Pedro (39’/2ºT – 1-1)

BAHIA : Jean; Eduardo, Lucas Fonseca, Tiago e Armero (Gustavo Ferrareis, 30’/2ºT); Renê Jr., Matheus Sales, Zé Rafael (João Paulo, 36’/2ºT), Vinícius (Rodrigão, intervalo), Régis e Mendoza – Técnico: Jorginho

FLUMINENSE : Júlio César; Lucas, Reginaldo, Henrique e Mascarenhas; Orejuela, Marlon Freitas, Gustavo Scarpa; Calazans (Maranhão, 29’/2ºT), Wellington (Marcos Junior, 19’/2ºT) e Henrique Dourado (Pedro, 24’/2ºT) – Técnico: Abel Braga.

COMPARTILHAR