Flamengo volta ao Maracanã pela Libertadores em busca da segunda vitória

Atual campeão da Libertadores, o Flamengo estreou no torneio com vitória sobre o Junior Barranquilla por 2 a 1, na Colômbia

O Flamengo volta a campo nesta quarta-feira pela Copa Libertadores ao estádio onde espera estar em 21 de novembro. A partir das 21h30, o time vai enfrentar o equatoriano Barcelona, pela segunda rodada do Grupo A, no Maracanã, palco escolhido pela Conmebol para sediar a final da competição nesta temporada.

Atual campeão da Libertadores, o Flamengo estreou no torneio com vitória sobre o Junior Barranquilla por 2 a 1, na Colômbia. E agora volta ao Maracanã pela competição, sendo que sua última atuação por lá foi de gala, os 5 a 0 sobre o Grêmio, pelas semifinais, em 23 de outubro de 2019 – a decisão contra o River Plate foi realizada em Lima.

Essa volta se dá no melhor cenário possível. O Flamengo já conquistou três títulos neste começo de temporada. E vem tendo desempenho quase perfeito, tanto que soma oito vitórias e um empate nas nove partidas em que atuou sob o comando de Jorge Jesus. O ótimo momento tem levado o torcedor a lotar o Maracanã, o que se repetirá nesta quarta-feira.

“Temos um título a defender, entendemos que as pessoas nos coloquem esse cartaz. Muita coisa pode acontecer, mas estamos com a confiança lá em cima para fazer as coisas, ainda mais em casa”, afirma Filipe Luís.

Para confirmar que a situação é boa, o Flamengo poderá contar com uma formação próxima da ideal para Jesus. A exceção é o volante Willian Arão, que cumprirá o segundo jogo da suspensão pelo cartão vermelho recebido contra o Independiente del Valle, pela Copa Sul-Americana. E voltará a ter a sua vaga ocupada por Thiago Maia.

O lateral-direito Rafinha, recuperado do desgaste muscular que o afastou das últimas três partidas do Flamengo, está de volta ao time, em um retorno ainda mais importante nesse momento porque o seu reserva, João Lucas, se lesionou na partida de sábado contra o Botafogo, o que levou Jesus a improvisar o colombiano Berrío na sua posição.

Arrascaeta, poupado no fim de semana, também volta ao time, assim como Rodrigo Caio. Sem atuar desde 19 de fevereiro, ele está recuperado de lesão sofrida na coxa e retorna ao time, o que provoca uma dúvida em Jesus, que deve agora indicar quem será o “sucessor” de Pablo Marí, negociado com o Arsenal, na dupla de zaga do Flamengo.

A disputa está entre os recém-contratados Gustavo Henrique e Léo Pereira. O estilo técnico do canhoto zagueiro ex-Athletico-PR lhe dá alguma vantagem na briga com o alto – 1,96m – ex-santista. Mas a confirmação do escolhido por Jesus só vai ocorrer momentos antes do jogo.

Se o momento do Flamengo é o melhor possível, a situação do seu adversário é bem ruim. O Barcelona perdeu para o Independiente del Valle por 3 a 0, como mandante, em sua estreia no Grupo A da Libertadores e caiu por 2 a 1 para a LDU no sábado, um resultado que o manteve com cinco pontos e em sétimo lugar no Campeonato Equatoriano após quatro rodadas disputadas.

O técnico Fabian Bustos ainda não sabe se poderá usar Fidel Martinez, ex-Cruzeiro e artilheiro desta Libertadores com oito gols marcados em suas fases preliminares, por causa de problemas físicos. O goleiro argentino Javier Burrai, ainda em recuperação de fraturas no rosto, segue de fora. E o lateral-esquerdo Mario Pineida está suspenso. Ao menos o atacante uruguaio Jonatan Álvez, ex-Internacional, fez seu retorno ao time contra a LDU e poderá enfrentar o Flamengo.

“Não importa o momento que o time viva, todos que enfrentam o Flamengo, atualmente, fazem o jogo da vida. Temos de estar muito atentos na recuperação da bola para não sofrer. Será um bom jogo”, diz Filipe Luís.

Fonte: Folha Vitória