Flamengo atropela Campeão brasileira e carimba faixa do Corinthians

O Flamengo venceu o campeão brasileiro Corinthians por 3 a 0 na Ilha do Urubu, na tarde deste domingo, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro, num jogo que será mais comentado pela briga entre os flamenguistas Rhodolfo e Vizeu do que por qualquer outra coisa. O zagueiro e o atacante, companheiros de time, discutiram feio no final do primeiro tempo e, na opinião do comentarista de arbitragem da TV Globo, Paulo César de Oliveira, deveriam ter sido expulsos. O árbitro Wagner Reway (MT – Fifa), porém, nem os advertiu com cartão amarelo – deixou tudo aos cuidados da turma do “deixa disso”.

Rhodolfo e Vizeu discutiram na área do Flamengo, sobre o posicionamento defensivo num escanteio para o Corinthians. O zagueiro foi para cima e chegou a dar um soco com a mão esquerda no tronco do atacante, além de fazer um movimento de cabeçada em direção do jovem, que retrucou. Eles continuaram a discutir. Outros jogadores do Flamengo entraram em ação para separá-los. O goleiro Diego Alves chegou a agarrar o zagueiro para tentar acalmá-lo. Logo na sequência, saiu o terceiro gol do Fla, justamente com Vizeu. Na comemoração, o atacante mostrou o dedo do meio para Rhodolfo e saiu correndo para o canto esquerdo, enquanto o zagueiro, irritadíssimo, gritava: “Eu vou pegar ele”.

Segundo o comentarista de arbitragem da TV Globo, Paulo César de Oliveira, Rhodolfo e Vizeu deveriam ter sido expulsos. Os dois, porém, voltaram normalmente para o segundo tempo. Segundo Rhodolfo, houve “uma conversa no vestiário” e tudo havia sido “coisa de jogo”.

O argentino Mancuello abriu o placar aos 20 minutos, com um belo chute de fora da área, no ângulo direito do goleiro Cássio. Diego ampliou aos 32, cobrando pênalti sofrido por Geuvânio em falta de Pablo (o árbitro Wagner Reway acertou na marcação, segundo o comentarista Paulo César de Oliveira). O terceiro gol foi marcado aos 45 por Vizeu, logo após a briga com Rhodolfo.

ENTENDA POR QUE O CORINTHIANS PERDEU

Desinteressado, desfigurado e desentrosado (por conta da entrada de jogadores que não vinham atuando), o Corinthians só assistiu ao baile do Flamengo no primeiro tempo. O time rubro-negro fez três gols na etapa inicial e poderia ter feito mais. A única grande chance do Timão nos primeiros 45 minutos foi de Jô, de cabeça, já aos 43. A equipe alvinegra, sem jogadores como Rodriguinho, Jadson e Fagner, ainda esboçou uma reação no segundo tempo, mas o jogo já estava perdido.

Fonte:Globo Esportes

COMPARTILHAR