Desvalorização dos professores em Barra de São Francisco

O professor de Barra de São Francisco/Espírito Santo, não está sendo valorizado nesta administração 2016/2020.

Mesmo com o reajuste repassado pelo governo federal aos municípios, Barra de São Francisco não fez os repasses para os professores.

Em 2017 foi reajustado o salário dos educadores em 11%.

Em 2018 foi reajustado o salário dos educadores em 12%.

Em 2019 foi reajustado o salário dos educadores em 10%.

Em 2020 foi reajustado o salário dos professores em 12%.

Mesmo com o governo Federal reajustando o salário dos professores, o município de Barra de São Francisco não repassou o reajuste, desvalorizando assim a sua própria classe, uma vez que o prefeito de Barra de São Francisco é professor.

Já foram reajustado em 45% o salário dos educadores, porém os professores de Barra de São Francisco só ficaram no cheirinho até o presente momento e não receberam reajuste nenhum durante o mandato do prefeito Alencar Marin.

O prefeito de Barra de São Francisco não respeita uma Lei Federal, onde cidades menores que Barra de São Francisco arrecada bem menos, porém cumpre com o seu dever e fizeram os reajustes nos salários dos professores.

Enquanto isso, os professores, classe sofrida, que deveriam ser a mais bem paga do Brasil, sofre com o descaso de um prefeito que não está nem aí para sua classe, que deveria no mínimo ser respeitada.