Denúncia gravíssima sobre autorização de exames em Barra de São Francisco

Nossa equipe de reportagem tem recebido constantemente reclamações sobre demora na autorização de exames, na prefeitura de Barra de São Francisco, inclusive o paciente é jogado pra lá e prá cá e a demora faz até com que os mesmos desistem de conseguir a autorização de exames. Isso quando atendente do Pavilhão, pega número do telefone do paciente, diz que vai ligar quando for autorizar, porém a ligação nunca chega.

O recente formado em advocacia Pedrinho Godoy, entrou no MP de Barra de São Francisco com uma denúncia crime, com áudio e relação de vereadores que são atendidos com ordem dada pelo Prefeito Alencar Marim ao secretário de saúde Zulagar, que não disse na gravação não concordar, porém também foi conivente com a situação, pois acatou ordem do prefeito para fazer coisas erradas o que pode gerar no afastamento do prefeito Alencar e dos vereadores citados.

OUÇA O ÁUDIO COMPROVANDO A VERACIDADE DA DENÚNCIA CRIME

 

Caso o MP acate a denúncia, o Ministério Público envia para a Câmara Municipal, os vereadores citados na denúncia ficam impossibilitados de votarem e os suplentes são empossados para votar.

O Ministério Público também tem o poder de solicitar ao juiz da zona eleitoral de Barra de São Francisco que determine o afastamento dos vereadores, prefeito e secretário.

Não conseguimos falar com prefeito, secretário e vereadores referente a gravação e os nomes dos mesmos citados na denúncia e nosso site está á disposição.

A DENÚNCIA

EXMO. SENHOR PROMOTOR DE JUSTIÇA DE BARRA DE SÃO FRANCISCO,

ESTADO DO ESPÍRITO SANTO.

SENHOR PROMOTOR,

PEDRINHO GODOY DE OLIVEIRA

, brasileiro, solteiro, maior, agente penitenciário, RG

n.º 207.168/SSPES, CPF n.º 110.353.047-08, residente na Rua João Lamas de Rezende,

n.º 105, bairro Vila Luciene, nesta cidade de Barra de São Francisco-ES.,

respeitosamente, vem perante V. Exa., apresentar fatos ocorrente no âmbito do Poder

Executivo deste Município, o que faz pelos motivos seguintes:

Chegou até o meu conhecimento através de gravação de áudio feita por um dos seus

Secretários Municipal deste Município, especialmente, o da pasta da Saúde Zulagar Dias

Ferreira, de que ele estaria a beneficiar alguns vereadores, dentro da Secretaria da qual é

titular, atendendo seus pedidos e resolvendo as demandas por eles apresentadas,

especialmente, três deles, pois assim estaria agindo a mando do atual Prefeito Municipal,

Alencar Marim, para que os mesmos possam ter bom êxito na votação do projeto de

concessão da empresa Cesan no período de 04/11/2019, e ficar bem perante o público

beneficiado e que possam obter sucesso nas eleições municipais do corrente ano.

Diz ainda o mesmo Secretário do áudio, cuja cópia anexa-se ao presente, que;

“Ok Ana eu também to indignado com isso, mas isso é uma ordem do prefeito,

então o prefeito fez um acordo com eles, precisa desses 3 (três) vereadores

entendeu? Precisa deles lá, o Alencar me pediu isso, e disse que eu preciso fazer

isso pra ajudar a ele, é… se não ele não vai conseguir fazer o que ele tem que fazer

pra aprovar os projetos pra esse ano, então eles estão fazendo pressão em cima

dele, e ele “ta” fazendo pressão em cima de mim, então é o seguinte, ou eu saio do

jogo, ou eu fico e atendo os vereadores, então eu cheguei a esse entendimento,

mas aí tem outras coisas boas que eu posso fazer que eu já estou fazendo e isso aí

é um entrave, isso é um pé né? mas acontece o seguinte, se eu quiser continuar eu

vou ter que fazer isso, então hora que acabar o dinheiro, acabou o dinheiro, aí você

me dá um relatório de que não tem mais dinheiro realmente, aí não vou fazer mais

nada, entendeu? Então eu cheguei a essa conclusão, vamos fazer, pediu quanto?

Deu 5 (cinco) mil, deu 10 (dez) mil, vamos fazer, acabou o dinheiro? Acabou o

dinheiro, pronto, entendeu? E aí oh não tem dinheiro, aí eles vão ficar depois no pé

do Alencar pra depositar pra gente ta continuando com os exames deles, os

pedidos deles, beleza? Deu pra você entender querida? É assim que vai ser, ta

bom? Então tá, tchau”

Ora, a se comprovar tais afirmações, estar-se-á diante de um ato de improbidade

administrativa praticada pelo Prefeito e seu Secretário, sem dizer ainda que já estaria os

mesmos, bem ainda os três vereadores citados, praticando atos vedados em ano eleitoral,

na medida em que estão cedendo, em benefício deles próprios, bens, serviços,

pertencentes à administração, buscando o beneficio próprio.

Segue em anexo também, uma tabela da secretaria Municipal de Saúde, constando o

atendimento de todos os vereadores, onde aparece o nome dos 3 (três) vereadores que

estão sendo beneficiados com exames do municípios em troca do voto na Câmara

Municipal dos projetos do Executivo.

Distribuir de forma gratuita bens e serviços custeados com dinheiro público, em ano

eleitoral, com o objetivo de obter lucro em desrespeito a votações do legislativo e os

mesmo tanto vereadores quanto prefeito fazendo ato ilícito para angariar votos em ano

eleitoral perante os eleitores, trata-se de conduta vedada que pode levar à proibição da

conduta e vedação de candidatura.

ASSIM EXPOSTO, requer seja analisada a situação e adotadas as

providências necessárias e cabíveis, já que estampada a conduta praticada pelos

gestores públicos.

Pede deferimento.

Barra de São Francisco-ES., 14 de Janeiro de 2020.

PEDRINHO GODOY DE OLIVEIRA

AS PROVAS

ÁUDIO DA CONVERSA DO SECRETÁRIO COMPROVANDO A DENÚNCIA CRIME