Bebê de 10 meses tem as duas pernas quebradas por padrasto

Bebê de 10 meses tem as duas pernas quebradas por padrasto em SP

Tentando se livrar da culpa, homem alegou que houve um acidente. O menino já estava com a perna esquerda engessada quando a direita foi quebrada

O homem suspeito de agredir o enteado, um bebê e 10 meses, foi preso no interior de São Paulo. Segundo o inquérito policial, o menino foi torturado pelo padrasto e as agressões começaram em setembro. As informações são da Record TV.

O bebê já estava com o gesso em sua perna esquerda quando a direita foi quebrada pelo homem. Ao perceber a segunda fratura, a mãe voltou com o filho ao hospital sob a suspeita de osteogenese imperfeita, que é a doença dos “ossos de vidro”. Porém, os médicos logo descartaram essa suspeita.

Desconfiada das pessoas que tinham contato com a criança, a mãe questionou o companheiro. Para tentar se livrar da culpa o homem alegou que houve um acidente.

O bebê passou por exame de corpo de delito e a delegada que cuida do caso conversou com médicos e especialistas, que apontaram que as lesões na criança foram causadas por torções.

O suspeito e a mãe do bebê já haviam sido casados e se separaram. Depois de se envolver com outro homem e engravidar, a mulher retomou o primeiro relacionamento. O casal tentou ter mais um filho mas ela não conseguia engravidar, o que gerou ciúmes no acusado. Ele teria, então, descontado a frustração no enteado.

O homem foi detido preventivamente e vai aguardar preso ao julgamento. A mãe do bebê não foi indiciada, já que ela não sabia da tortura.

Fonte: R7