Entrevista exclusiva com LUCIANO PEREIRA que fala sobre vários assuntos, perspectivas para o futuro e muito mais confira!!!

Uma entrevista onde o ex prefeito fala sobre vários assuntos, acontecimentos no
município, sua transição e do que passou da sua administração para a
administração atual, perspectivas para o futuro e muito mais.

A nossa equipe de reportagem, conseguiu com exclusividade uma entrevista com o ex-prefeito municipal de Barra de São Francisco, Luciano Pereira, após 01(um)ano de administração do Governo do PT.

Uma entrevista onde o ex-prefeito fala sobre vários assuntos, acontecimentos no município, como foi atransição da sua administração para a administração atual, perspectivas para o futuro e muito mais.

Confira:

  1. SITE REPORTERNET

    Luciano Pereira, um ano após você ter deixado o Executivo Municipal, esta é a primeira vez que aceitou conceder uma entrevista. Porque se manteve em silêncio neste período?

LUCIANO PEREIRA –Resolvi aproveitar este ano para observar os acontecimentos em nosso Município, especialmente, no que diz respeito à Administração Pública. Após o resultado das eleições e encerramento do meu mandato, posso dizer que não tenho do que me envergonhar. Me mantive com a cabeça erguida entendendo que as pessoas têm o legítimo interesse de tentar algo diferente e, respeitando esse direito, deixei transcorrer o ano de 2017 sem me manifestar sobre questões administrativas ou sobre o cenário político municipal. Não usei as redes sociais para criticar ou responder nenhuma das inverdades que falaram e falam em relação à minha pessoa, mas entendi que diante das cobranças que os amigos estão me fazendo e considerando o meu direito à liberdade de expressão, chegou o momento de fazer algumas considerações sobre a situação atual desse município que tanto amo.

  1. SITE REPORTERNET –Diante deste tempo sem se manifestar, as pessoas estão na dúvida e nos perguntando se vocêmudou da cidade ou está morando aqui mesmo?

LUCIANO PEREIRA – Eu posso afirmar para todas as pessoas que continuo morando em Barra de São Francisco. Atualmente estou trabalhando na empresa da minha família(Rádio Jovem Barra FM). Muitas pessoas falam que mudei da cidade, para tentar me prejudicar, mas tanto eu quanto meu paiEdinho, após o encerramento de nossos mandatos como prefeito, sempre mantivemos nossasfamílias morando aqui em Barra de São Francisco. Nunca mudamos daqui, inclusive fui deputado estadual por 02(dois) mandatos e continuei residindo em Barra de São Francisco. Recebi vários convites para ir trabalhar em Vitória, mas fiz a opção em continuar neste município e aqui dar minha modesta contribuição para o seu desenvolvimento.

  1. SITE REPORTERNET –O que você tem à dizer sobre os constantes comentários de que município foi entregue com muitos problemas?

LUCIANO PEREIRA –Pela minha experiência na vida pública, estes comentários são propagados por pessoas mal intencionadas que o fazem somente por politicagem, como uma desculpa para nada fazerem durante o seu mandato. No início do ano, fecharam a prefeitura e falaram que iriam mostrar muitas coisas erradas, mas após um ano não mostraram nada para a população e por esta razão estão, à todo momento, tentando esconder a incompetência administrativa do atual prefeito, jogando a culpa na gestão passada.

Fizeram uma campanha baseada em promessas e inverdades para ganhar a eleição, mas hoje não tem como cumprir o que prometeram. Posso citar, por exemplo, o aumento que prometeram para a classe dos  professores municipais na base de 30% (trinta por cento) e agora fizeram o contrário, diminuindo o salário de professor de R$2.100,00 (Dois mil e cem reais) para R$1.600,00 (mil e seiscentos reais), posso citar também a redução no salário dos estagiários da
Secretaria de Educação de R$ 900,00 (Novecentos reais) para R$500,00 (quinhentos reais).

Lembrando que no programa de governo do PT, um dos itens que chamou a atenção garantindo muitos votos foi a implantação do “ticket-feira” e até o presente momento os funcionários públicos municipais não receberam tal ticket.

Enfim, este governo se elegeu com promessas mentirosas e continuam administrando em cima de mentiras, tentando enganar o nosso povo e na hora de cumprirem as promessas estão com as mãos vazias, não estão tendo o que apresentar à população francisquense.

  1. SITE REPORTERNET

    Houve várias declarações na imprensa de que o município foi entregue com muitos problemas. Como foi o encerramento do seu mandato e como foi atransição para a atual administração?

LUCIANO PEREIRA –O encerramento de cada exercício financeiro, principalmente no último ano de mandato, exige uma série de providências a serem adotadas pelo prefeito. A transição em nosso Município ocorreu em conformidade com as orientações recebidas pelos órgãos fiscalizadores e de acordo com a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). Entregamos o município com os salários em dia, diferentemente de quando assumimos a Prefeitura em 2013 com o atraso de 03(três) salários dos funcionários ativos, aposentados e pensionistas, além do Décimo Terceiro e das Rescisões de Contrato.

Trabalhamos desde o início e entregamos o município equipado com muitos veículos, máquinas e ônibus. Organizamos cada setor da prefeitura, capacitando funcionários e dando-lhe condições de bem desenvolver o trabalho de atendimento aos cidadãos francisquenses.

Vale lembrar que assumi o município sem condições de receber recursos dos Governos Federal e Estadual, em função de o mesmo não possuir as certidões exigidas pela lei, problema este que nos empenhamos e prontamente o resolvemos até o dia 10(dez) de janeiro de 2013, obtendo a Certidão Negativa de Débitos.

Desta forma, durante 04(quatro)anos o município permaneceu com as certidões em dia e em dezembro de 2016 renovamos a Certidão Federal por mais 06 (seis) meses, ou seja, até o mês de junho de 2017, mostrando mais uma vez que pensei exclusivamente no desenvolvimento do município, mesmo saindo do cargo de prefeito.

  1. SITE REPORTERNET –Durante a sua administração, você teve vários problemas com enchentes e uma severa estiagem. Como você enfrentou estas situações?

LUCIANO PEREIRA –As grandes inundações ao final de 2013 foram mais um dos desafios que tive. Primeiro contei com ajuda de Deus e depois tive o apoio irrestrito da nossa equipe de governo que trabalhou incansavelmente para ajudar às pessoas atingidas pelas enchentes. Trabalhamos para limpar a cidade e ao mesmo tempo reconstruir o que havia sido destruído pelas águas. Lembrando que não tivemos ajuda do Governo Federal e a pouca ajuda que tivemos do Governo Estadual, veio através do Cartão Reconstrução equivalente à uma ajuda de R$ 2.500,00 (dois mil e quinhentos reais), após um exaustivo trabalho realizado pela Secretaria de Assistência Social no cadastro das famílias em condições de receber tal ajuda, sendo que em meados deste ano de 2017, foi liberada a última remessa dos cartões para ajudar às pessoas cujo benefício ainda não havia sido liberado.

As enchentes deixaram um rastro de destruição cujas marcas sempre ficarão na nossa memória. As águas destruíram inúmeras de nossas escolas, destruíram o Pavilhão Municipal da Secretaria Municipal de Saúde e até as salas da parte térrea do prédio da Prefeitura foram atingidas pelas enchentes. Com a colaboração dos nossos funcionários, todas as instalações foram limpas e deixadas em condições de restabelecer o atendimento a população.

Em relação ao extenso período da estiagem, colocamos toda a nossa frota de veículos totalmente à disposição dos produtores rurais para buscar alimentos para seus animais e nossos maquinários também prestaram serviços aos pequenos produtores rurais que necessitavam do apoio da municipalidade.

Estes foram momentos muito difíceis, mas consegui com serenidade e competência, levar o município adiante, superando os obstáculos continuando nossa caminhada rumo ao desenvolvimento.

  1. SITE REPORTERNET –Já que falamos em Pavilhão da Saúde, como você esta vendo a saúde do nosso município?

LUCIANO PEREIRA –Vejo com muita tristeza, pois o nosso povo não está tendo acesso aos serviços básicos de saúde que lhe são garantidos pela Constituição Federal. A administração atual acabou com o atendimento dos médicos no Pavilhão, prejudicando as pessoas mais humildes deixando-as sem atendimento. Sabemos que grande maioria das pessoas que procuram a Secretaria de Saúde para serem atendidas não tem condições de pagar uma consulta particular no valor de R$ 150,00 reais.Vejo também o sucateamento dos 27(vinte e sete) veículos que adquirimos para atender aos cidadãos que necessitam dos veículos para dar continuidade aos seus tratamentos de saúde.

Tristeza é o sentimento que tenho quando vejo estas situações e, digo tristeza, pois foi muito trabalho envolvido para que o município alcançasse estas conquistas.

Também vejo a falta de medicamentos na Farmacinha Municipal, pois ao final de 2016, deixamos um estoque enorme de remédios para o atendimento à população. Agora, ao final de 2017, mais uma vez estão enganando nossa população, dizendo que compraram os mesmos medicamentos para recompor o estoque da saúde, porém não chega nem perto da quantidade e da diversidade de medicamentos que compramos e distribuímos para os nossos cidadãos.

  1. SITE REPORTERNET –Luciano Pereira, vários projetos sociais foram fechados em Barra de São Francisco, prejudicando a população carente, como você vê essa situação?

LUCIANO PEREIRA –Neste aspecto, ficamos mais tristes ainda, pois os projetos sociais existem para atender as famílias carentes do município. Vejamos a situação do RestauranteMarmitão que foi criado em 2001, pelo então prefeito Edinho Pereira, mantivemos o projeto durante os quatro anos com atendimento diário, com uma média de aproximadamente 900 pessoas por dia que passavam no Restaurante Marmitão para se alimentar com uma comida de excelente qualidade por um preço mínimo. A atual administração não deu continuidade ao Projeto do Marmitão, prejudicando todas as pessoas que tinham um lugar para se alimentarem.

Soubemos do encerramento do Projeto AABB Comunidade, que era o Projeto Social com o maior número de crianças carentes assistidas em parceria com Banco do Brasil. Escolheram encerrar este projeto, deixando 350 crianças abandonadas em horários que poderiam estar aprendendo alguma atividade para complementar o ensinamento adquirido nas escolas pelos nossos professores.

Soubemos também que extinguiram a Defensoria Pública Municipal(Casa do Cidadão), local onde as pessoas contavam com advogados, mantidos pelo município, à disposição para lhes assistirem e os orientarem nos processos judiciais.

Percebemos a falta de comprometimento com as pessoas que precisam fazer fisioterapia pelo município. Na nossa gestão, sempre tivemos carros para buscar pacientes em suas residências para o tratamento de fisioterapia, levando-os ao distrito de Monte Sinai ou de Vila Paulista. Equipamos e ampliamos o serviço da nossa clínica de fisioterapia, humanizando o atendimento e aproximando o profissional dos pacientes que necessitavam dos serviços. Atualmente o que ouvimos falar é que o atendimento diminuiu muito, por isto, sinto o descaso da atual administração com várias pessoas que, estão tendo que pagar particular para fazer as sessões de fisioterapia que lhe são recomendadas pelos médicos.

A área social sempre foi uma de minhas preocupações, tanto é que mantivemos os projetos, ampliamos os serviços e ainda conseguimos fazer a construção do CRAS, a reforma do Espaço da Alegria e a construção da Casa de Passagem.

  1. SITE REPORTERNET –Como você vê a situação da Educação Municipal, com fechamento de escolas e redução do período de crianças nas creches?

LUCIANO PEREIRA –Vejo um retrocesso muito grande para a sociedade francisquense, com fechamento de escolas na cidade e no interior, pois fato é que teremos mais crianças fora das escolas e aprendendo coisas erradas no dia a dia.

Sempre trabalhamos para ampliar e reformar nossas escolas e valorizar cada vez mais nossos educadores. Posso lembrar de  algumas obras que foram realizadas em nossa administração: Ampliação da Creche RaulTremendão no Bairro Estrela, ampliação da Escola Mac Nair no Bairro Irmãos Fernandes,  construção da Creche Irene Ribeiro da Silva no Bairro Cruzeiro, criação da Escola MaximinoFanti no Bairro Nova Barra e início das obras da Creche do Bairro Irmãos Fernandes. Esta creche já deveria estar pronta, pois trata-se de recursos que conseguimos com o Governo Federal e deixamos  na conta do município, mas esperamos que em breve a mesma seja entregue à população. Gostaria de dizer também que deixamos vários equipamentos, entre eles diversos aparelhos de ar condicionado, para serem instalados nas escolas municipais.

Sobre a redução de horários nas Creches do município, sempre trabalhamos para ampliar o número de vagas e nunca trabalhei com a hipótese de diminuir o horário das crianças nas creches. Pense comigo, se a creche do bairro Irmãos Fernandes for concretizada realmente na data prevista de março/abril 2018, não será preciso reduzir o horário, pois abrirá mais 200 vagas em creches em Barra de São Francisco para crianças.

Não podemos deixar de registrar aqui que em março de 2015, enviei um projeto para a Câmara Municipal, sendo aprovado por unanimidade pelos vereadores, reajustando o salário de todos os servidores públicos municipais, num percentual de 15,25%, inclusive dos professores da Rede Municipal. Diferente da atual administração que está diminuindo o salário dos professores, não valorizando-os da forma como eles merecem.

  1. SITE REPORTERNET –A maioria dos prefeitos sempre trabalhou em conjunto com os vereadores, como você analisa o afastamento do Executivo com o Legislativo em Barra de São Francisco?

LUCIANO PEREIRA –Os poderes Executivo e Legislativo são independentes e cada um faz o seu papel. Nós sempre procuramos manter o diálogo e trabalhamos em conjunto com os vereadores, pois precisamos sempre da ajuda dos mesmos para o atendimento aos anseios e demanda da população de Barra de São Francisco. Os vereadores tem mais contato com a população e suas reinvindicações precisam ser ouvidas pelo Executivo, pois na verdade o vereador é a voz da população. Durante os quatro anos da nossa administração, sempre aprovamos projetos de melhorias e conquistas para o município e, quando existiam dúvidas, as mesmas eram prontamente esclarecidas.

  1. SITE REPORTERNET – Qual a avaliação que você faz da Administração Municipal, após esse primeiro ano de mandato?

LUCIANO PEREIRA –Penso que não me cabe ser o principal crítico da Administração que aí está e não quero ser leviano nas minhas declarações, mas sei de todas as limitações e de todas as possibilidades que existem para se administrar um município com o potencial de Barra de São Francisco. Pelo que eu tenho percebido e pelas manifestações que recebo nas mídias sociais, a população não está satisfeita com a atual gestão. Tenho essa percepção devido às pessoas que conversam comigo sem que eu tenha provocado esse debate.

Devido à campanha com base em promessas, a população esperava muito mais da atual Administração e hoje está decepcionada, pois a mesma não conseguiu corresponder minimamente a expectativa que a população criou em torno dela. A gestão está fechada. O governo não consegue debater com a sociedade. Não conseguiu fazer nenhuma realização significativa. Normalmente, as pessoas começam a avaliar um governo nos primeiros 100 dias, nós já tivemos mais de 365 dias e, em síntese, o que fica bem nítido é que a população esperava mais. A população está decepcionada.

A avaliação que faço é que uma Gestão Pública eficaz e eficiente se faz com administração. O método da atual gestão está ultrapassado. Penso que as decisões que envolvem a coletividade não podem ser impostas como se faz em uma ditadura, reagindo de uma forma agressiva àqualquer critica que receba. Não existe mais essa forma de administrar no Brasil.

  1. SITE REPORTERNET –Algumas pessoas questionam sobre o futuro político de Luciano Pereira, poderia nos falar se será candidato a deputado estadual em 2018?

LUCIANO PEREIRA –Tenho conversado com alguns amigos e companheiros e, também com as lideranças da nossa região que estão me incentivando para que eu seja candidato à deputado estadual este ano. Acredito que a região sente falta de um representante que fique mais próximo da nossa gente e consiga mais recursos e mais investimentos para os municípios da região Noroeste. Como já tive dois mandatos de deputado estadual e um mandato de prefeito municipal, tivemos muitas conquistas, e, é natural que as pessoas se lembrem do meu nome. Da minha parte, o meu nome estará à disposição para ser candidato a deputado estadual e continuar o trabalho que desenvolvi ao longo dos anos em prol dos cidadãos de Barra de São Francisco e região.

COMPARTILHAR